Cerca de mil profissionais de saúde recrutados desde outubro.

O Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou que cerca de mil profissionais de saúde foram recrutados desde outubro, em parte para fazer face aos planos de contingência do inverno e da gripe.

No debate sobre parcerias público-privadas na Saúde, que decorreu esta quarta-feira, dia 10 de janeiro, na Assembleia da República, o Ministro referiu que, destes profissionais contratados a termo, cerca de 200 são médicos, 500 são enfermeiros e 300 são assistentes operacionais.

Adalberto Campos Fernandes destacou também que este Governo contratou mais seis mil profissionais de saúde, indicando que o número de médicos a emigrar «é o mais baixo dos últimos anos».

Médicos em formação no Serviço Nacional de Saúde

No início do ano, o Ministério da Saúde anunciou que, durante o mês de janeiro de 2018, iriam iniciar funções nas instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS) 2.179 médicos internos do ano comum e 1.758 médicos internos de formação específica, num total de 3.937 ingressos, mais 98 do que no ano anterior, o que representa o maior número de sempre de jovens médicos em formação no SNS.

O Governo, através da Administração Central do Sistema de Saúde e em estreita cooperação institucional com a Ordem dos Médicos, está empenhado na excelência formativa destes 3.937 novos profissionais, que serão a base do futuro do SNS.

Este ano entram em formação mais 116 internos de especialidade (em 2017 foram preenchidas 1.642 vagas), sendo que dos 1.758 médicos colocados na formação especializada, 462 são de Medicina Geral e Familiar.

Para saber mais, consulte:

Portal do Governo – Notícias

Voltar