Centro Hospitalar do Médio Tejo reforça Serviço de Radiologia.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) já tem em funcionamento um novo equipamento de mamografia, um investimento de cerca de 200 mil euros, que representa um grande avanço na modernização tecnológica do Serviço de Radiologia.

Este equipamento permite executar mamografias, mamografias com contraste e biópsias orientadas por estereotaxia, possibilitando fazer upgrade para o módulo de tomossíntese, tomossíntese com contraste e realização de biópsias 3D.

Isidoro Costa, diretor do Serviço de Radiologia, explica que estavam «a trabalhar com um equipamento já ultrapassado, adquirido há quase 20 anos, de tecnologia muito antiga, com aquisição analógica, que obrigava à digitalização das imagens que eram recolhidas. Com este novo equipamento, a necessidade de transformação da imagem em digital deixa de ser necessária, pois o atual equipamento permite uma aquisição digital direta».

Além disso, permite a realização, no CHMT, de mamografia com contraste, o que «é uma novidade para os utentes e uma mais-valia para o diagnóstico, nomeadamente da patologia do foro oncológico», salienta.

«Trata-se de uma tecnologia mais avançada, com melhor qualidade dos exames imagiológicos, melhor definição e otimização do pós-processamento das imagens, o que para os médicos constitui um acréscimo de qualidade, possibilitando fazer diagnósticos mais conclusivos. Além disso, nalguns casos, os utentes/doentes tinham de se deslocar a outras unidades hospitalares, designadamente para a realização de biópsias por estereotaxia», acrescenta Isidoro Costa.

Com o novo equipamento, ficam ultrapassados estes constrangimentos e o Serviço de Radiologia fica dotado com um equipamento que está na linha da frente da tecnologia na área da imagiologia mamária.

Destaque ainda para a minimização do desconforto para o doente, que realiza os exames de mamografia, nomeadamente devido à disponibilização de maca/cadeira elevatória, que facilita a realização dos exames a utentes com menor mobilidade ou acamados.

Para saber mais, consulte:

Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE – Notícias

Voltar