Doença crónica pode ser reversível, desde que se adotem hábitos de vida saudáveis. 

Comemora-se a 17 de maio o Dia Mundial da Hipertensão. A data foi instituída e é apoiada internacionalmente pela Liga Mundial de Hipertensão e, em Portugal, pela Sociedade Portuguesa de Hipertensão. O objetivo é divulgar a importância da prevenção, da deteção e do tratamento da hipertensão

A hipertensão é a principal causa de doença cardiovascular e de morte prematura em todo o mundo, sendo que 40% da população portuguesa é hipertensa.

A tensão arterial resulta da pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias. Vários fatores, de cariz genético ou ambiental, contribuem para o aumento da tensão, podendo culminar em hipertensão arterial.

O consumo excessivo de sal é uma das principais causas para o desenvolvimento desta patologia.

Recorda-se que a Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS), que visa incentivar o consumo alimentar adequado e a consequente melhoria do estado nutricional dos cidadãos, com impacto direto na prevenção e controlo das doenças crónicas, recentemente elogiado pela Organização Mundial da Saúde, apresenta como uma das metas para a saúde da população até 2020 a redução do consumo de sal: «fazer com que o consumo de sal per capita se aproxime de 5 g/dia em 2020».

A hipertensão arterial potencia o risco de ataques cardíacos, derrames cardiovasculares e insuficiência renal. Pode ainda causar cegueira, irregularidades do ritmo cardíaco e insuficiência cardíaca. O risco de desenvolver estas complicações é maior na presença de outros fatores de risco cardiovasculares, tais como a diabetes. No mundo, um em cada três adultos tem hipertensão arterial.

No entanto, a pressão arterial elevada pode ser prevenida e tratada. O risco de desenvolvimento de hipertensão arterial pode ser reduzido de várias formas: hipertensão ou pressão arterial elevada é uma doença crónica, que pode ser reversível, desde que se adotem hábitos de vida saudáveis.

  • Reduzir a ingestão de sal;
  • Optar por uma dieta equilibrada;
  • Evitar o uso nocivo do álcool;
  • Praticar atividade física de forma regular;
  • Manter um peso corporal saudável;
  • Evitar o uso de tabaco.

Para saber mais, consulte:

 


No âmbito do Dia Mundial da Hipertensão, que todos os anos se celebra a 17 de maio, a Sociedade Portuguesa de Hipertensão, o Centro Hospitalar Cova da Beira e o Agrupamento de Centros de Saúde Cova da Beira, entre outras entidades, promovem ações de sensibilização e rastreios de saúde gratuitos destinados à população.

Esta iniciativa, que visa alertar e prevenir para as consequências nefastas da hipertensão no organismo, será realizada por profissionais de saúde credenciados e terá lugar no Serra Shopping da Covilhã, no dia em que se assinala a efeméride, entre as 10 e as 18 horas.

Pressão arterial, índice de massa corporal e perímetro abdominal são alguns dos parâmetros a avaliar neste rastreio.

Sob o lema «conheça e controle os valores da sua pressão arterial», o objetivo desta atividade consiste em fomentar na população a observação regular da pressão arterial, uma vez que 40% da população portuguesa é hipertensa. Além disso, esta será também a oportunidade para os profissionais de saúde poderem esclarecer e transmitir conselhos úteis, no que respeita à prevenção e ao controle dos fatores de risco associados a esta patologia.

Para saber mais, consulte:

 

Voltar